Seleccione a página
CARF
14 Nov, 22

Testemunhos de sacerdotes

simon_muhangwa

"Antes de te formar no meu ventre, eu escolhi-te", Temesgen (Etiópia)

Temesgen é um sacerdote da Etiópia que está a estudar em Roma na Universidade Pontifícia da Santa Cruz graças a uma bolsa de estudo da CARF. Ele está a estudar teologia bíblica porque no seu Vicariato não há nenhum padre formado nesta matéria. Ele conta-nos o seu testemunho.

Temesgen, um padre etíope em Roma

 Temesgen Bekele Wecho é um sacerdote do Vicariato de Hosanna, Etiópia. Nasceu em Hobchaka em 1987 e está na Pontifícia Universidade da Santa Cruz em Roma, estudando para uma licenciatura em Teologia Bíblica, graças a uma bolsa de estudo da Fundação CARF - Fundação Centro Académico Romano.

 É um grande desafio, pois ele é actualmente o único estudante do seu país na Universidade da Santa Cruz e, além disso, está a empreender um ciclo de estudos muito difícil, pois a Licenciatura em Teologia Bíblica exige, antes dos dois anos canónicos, um ano "integrador" para empreender e aprofundar o estudo das duas principais línguas bíblicas, que são o grego antigo e o hebraico.

Contudo, o Padre Temesgênio é claro e a Palavra de Deus, na Bíblia, através do profeta Jeremias, está gravada no seu coração.

 "O plano de Deus para mim

 Desde que eu era uma criança -diz-nos ele. Deus tinha um plano para mim e tornou possível para mim vir ao altar do Senhor para servir como sacerdote.

Não foi tão fácil, pois nasci na zona mais remota da Etiópia, no sul do país, uma região chamada Durame (Hobichaka). Eu tenho seis irmãs e dois irmãos. O meu pai, a minha mãe e todos os meus irmãos e irmãs estão vivos e todos são fiéis cristãos católicos. Surpreendentemente, eu sou o primeiro rapaz nascido depois de seis raparigas.

A minha família não tem muitos recursos, uma vez que eles sobrevivem da agricultura de subsistência. E foi lá, o lugar onde a história da minha vocação começou. Quando criança, o desejo de me tornar padre cresceu em mim, especialmente quando os padres celebravam a missa.

"Antes de o formar no ventre, eu escolhi-o".

À medida que fui crescendo, o desejo foi-se tornando cada vez mais forte e eu sempre esperei que este sonho se tornasse realidade, seguindo as palavras do profeta Jeremias que diz: "Antes de te formar no ventre, eu te escolhi; antes de saíres do ventre, eu te consagrei; eu te nomeei profeta das nações" (Jeremias 1:5).

Confiei em Deus e admirei a grande obra e o grande trabalho que a Igreja Católica na Etiópia estava a fazer e na minha diocese, o Vicariato de Hosanna, e em todo o país, por exemplo, a contribuir para a educação e construção de escolas. Está também envolvido no sector da saúde, ajudando os fracos e os pobres.

Eu também queria fazer parte desse trabalho que estava a crescer diante dos meus olhos e graças a Deus foi assim, porque depois de treinar no meu país para ser padre, fui ordenado a 15 de Março de 2016. Assim, Temesgen tornou-se um sacerdote da Etiópia.

Temesgen Bekele Wecho, sacerdote etíope.
Temesgen Bekele Wecho, retratado aqui com os seus pais, nasceu numa das áreas mais remotas da Etiópia, no sul do país, uma região chamada Durame (Hobichaka). "Eu tenho seis irmãs e dois irmãos. O meu pai, a minha mãe e todos os meus irmãos e irmãs estão vivos e todos eles são cristãos católicos fiéis. Surpreendentemente, eu sou o primeiro rapaz nascido depois de seis raparigas", conta ele.

A sua família não tem muitos recursos, sobrevivendo da agricultura de subsistência, o lugar onde a história da minha vocação começou. "Quando criança, o desejo de ser padre cresceu em mim, especialmente quando os padres celebravam a missa e quando eu via a grande obra da Igreja Católica no meu país", diz ele.

Uma tarefa muito difícil

 Desde que fui ordenado, sabia que o trabalho que me esperava na minha diocese não seria tão fácil. Por isso pertenço à Igreja Católica Etíope, que é uma realidade dinâmica.mas é uma minoria no país, onde a maioria dos cristãos pertence à Igreja Ortodoxa Etíope.

Além disso, a própria Igreja Católica tem, no meu país, dois ritos específicos: o latim e o Ge'ez (rito etíope). Aqueles de nós que seguem o rito latino dependem directamente da Santa Sé.

"O meu vicariato segue o rito latino".

O Vicariato Apostólico de Hosanna segue o rito latino e está isento de missão, ou seja, está directamente sujeito à Santa Sé, através da Congregação para a Evangelização dos Povos, e não faz parte de nenhuma conferência eclesiástica local, e está localizado na parte sul da Etiópia, a 235 km da capital Adis Abeba.

É o vicariato mais jovem, erigido em 20 de Janeiro de 2010. Existem mais de 120.000 cristãos católicos e Sua Excelência o Bispo Seyoum Fransua é Vigário Apostólico.

Quarenta sacerdotes 

Como pode ver, é uma realidade particular e complexa e hoje em dia conta com com mais de quarenta sacerdotes e um diácono permanente. No entanto, entre todos estes sacerdotes, apenas quatro deles têm graus em diferentes faculdades, uma vez que o meu Vicariato é o mais jovem e o mais pobre. Um deles é o sacerdote Temesgen da Etiópia.

É necessário, portanto, mais apoio em diferentes áreas e tarefas, sobretudo para que os padres possam exercer a sua tarefa de cuidar do povo de Deus, devem ser bem formados em vários campos da educação, especialmente nos estudos eclesiásticos.

"Admirei o grande trabalho que a Igreja Católica estava a fazer na Etiópia, por exemplo, contribuindo para a educação, construindo escolas e ajudando os mais pobres. Eu também queria fazer parte desse trabalho que estava a crescer diante dos meus olhos e graças a Deus que eu estava, porque depois de ter treinado para me tornar padre no meu país, fui ordenado a 15 de Março de 2016.

Estudos em Roma

E agora estou aqui em Roma precisamente porque sou um daqueles sacerdotes que precisam de formação para estudar e trabalhar mais com o povo de Deus.

Graças a uma bolsa de estudo da Fundação CARF, Fundação Centro Académico Romano, estou a estudar Teologia Bíblica na Universidade Pontifícia da Santa Cruz. e vivendo numa realidade tão bela como a Colégio Tiberino Priestlyonde posso partilhar com outros sacerdotes de todo o mundo a catolicidade da Igreja e a vida entre irmãos na fé e no ministério.

A razão pela qual estou a estudar Teologia Bíblica é porque no meu Vicariato não há ninguém com este tipo de formação. É também do meu interesse poder contribuir para a vida e missão da Igreja no meu Vicariato assim que terminar os meus estudos, ajudando a formar outros padres como eu.

Sincero graças aos benfeitores

No início a vida aqui não tem sido fácil, por causa do choque linguístico e cultural, mas eu tenho estudado muito e trabalhado muito, por isso estou cada vez mais familiarizado, cada dia mais feliz por estar aqui e desfrutar dos meus estudos.

Estou muito grato aos meus benfeitores da CARF, Fundação Centro Académico Romano, por me terem dado esta oportunidade. O Vicariato e a minha família são tão pobres que não têm capacidade financeira para pagar os meus estudos. Portanto, devo-lhe isso, o facto de eu estar aqui, e a Igreja da Etiópia também lhe está muito grata.

Eu nem sequer tenho palavras adequadas para mostrar os meus sinceros agradecimentos. Quero apenas assegurar-lhe que rezo por si. Maio Deus abençoe você e as suas famílias em todos os seus esforços.

Gerardo Ferrara
Licenciado em História e Ciência Política, especializado no Médio Oriente.
Responsável pelos estudantes da Universidade da Santa Cruz em Roma.

Sacerdotes, o sorriso de Deus na Terra

Dê um rosto à sua doação. Ajude-nos a formar sacerdotes diocesanos e religiosos.

Artigos relacionados